domingo, 25 de julho de 2010

Oh doce mesa

Senti o teu puxão para me levantar, agarraste me com força senti me contra o teu peito nu, os mamilos doridos de tão excitados que estavam, gemi e ofeguei senti me tonta de desejo sobre o calor do teu corpo, Estavas duro novamente contra mim, a tua língua dançava no meu pescoço, e eu tremia, as mãos ainda presas, viraste me e ficando de costas para ti o meu rabo roçava em ti. Hummmm a tua língua na minha nuca. Iria cair, não conseguia sentir as pernas, dobras te me sobre algo completamente gelado, gritei e ofeguei ainda mais, abrindo os olhos reparei na mesa, os mamilos ardentes nas mesa fria, queria gemer mas estava completamente sem folgo extremamente excitada, e não conseguia pensar, sem qualquer noção e envolta de desejo e calor, só ofegava e gemia sentindo a tua língua a dançar nas minhas costas, as tuas mãos nas minhas nádegas aiii, a humidade escorria me pelas pernas, que viria a seguir, o teu corpo dançava a um ritmo fugas, e deixava me a tremer mais e mais, senti o orgasmo crescer em mim… se continua se assim viria me sem qualquer outra provocação. Os teus dedos dançavam dentro e fora de mim… a tua língua deslizava na minha pele como uma cobra, aproximavas te cada vez mais, mas a tortura matava cada vez mais, já gemia, e berrava ate que não aguentei mais e gritei, FODE-ME JÁ! Senti os meus dentes estalarem de tanta presao estar a fazer mas mal senti o caralho aproximar do meu rabo empinei o mais para senti lo entrar mas estavas ainda a torturar mais, chorei baixinho e pedi “Por favor, Fode-me não me deixes assim a espera.” Mal acabei de dizer enterraste o todo, senti me preenchida e berrei “MAIS” começas te a foder com ritmo forte e duro, sentia te entrar e sair da minha cona uma outra e outra ate que estalei em berros, lágrimas e deixei de ter noção do que aconteceu…. Os teus beijos doces no meu pescoço acordaram me e sorri… “HUMMMM quero mais…..”

Sem comentários:

Enviar um comentário