sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A suavidade dos teus lábios.



Olhava te nos olhos e sentia me arrepiar, humedecer a cueca de antecipação, humedecias os lábios e tremia por sentir a tua boca na minha. A tua voz suave perguntava me: “Que podemos fazer?” na minha cabeça a resposta era “ Sentir a tua pele suada sobre o meu corpo ,ouvir-te gemer de prazer….”. Mas consegui articular as palavras “hummm tanta coisa…”. Quando senti os teus lábios nos meus, o calor estalou pela minha pele, não tinha o suficiente, não era o suficiente, a tua língua dançava e brincava com a minha, tentei agarrar os teus lábios com os meus, mas conseguiste quebrar o beijo, respirando fundo e gemendo pela perda dos teus lábios, vi-te sorrir… o teu olhar aqueceu-me ainda mais, e o meu clítoris protestou… Entramos no elevador, sabia que a viagem seria rápida, mas os teus lábios nos meus deixaram me doida, o raciocínio parou. Ainda com as mãos a tremer, abri a porta do quarto e todo o tempo parou, tremi quando senti o teu corpo no meu, os beijos fugazes, as tuas mãos no meu corpo, queimava o toque, precisava mais… senti a tua boca nos meus mamilos, perdi a lógica de pensamento nesse mesmo instante, a tua mão procurando a minha, e deixei me guiar por ela ate ao teu caralho, o teu gemido fez o meu corpo manteiga, o teu beijo, o teu caralho duro sobre a palma da minha mão, a agua na boca que tinha fez o resto…

Desci as tuas calças, o teu caralho brilhava, e pedia atenção, queria sentir o teu sabor, a tua suavidade na minha boca. Os teus olhos deram me permissão para o fazer e levei a minha boca ate a cabeça brilhante do teu caralho, o seu sabor fez me lamber mais, sugar e gemi ante a tua resposta surda, sim estavas a gostar…. E o teu caralho pedia mais, a minha boca pedia mais, o meu corpo queria mais, e limitei me a lamber, sugar e chupar, os gemidos de satisfação que saiam da tua boca deixaram me em êxtase e relaxei, sim estavas a gostar. “ Tens lábios de veludo…” disseste tu, uma vez mais arrepiei me e traguei o teu caralho sem medo, apenas desejo, sim desejo acumulado… “foda, lambe me o caralho todo.” As palavras de entusiasmo saiam e eu continuava, as tuas mãos acariciavam me a cabeça, continuando a lamber como se um doce gostoso se trata-se. Estava completamente fascinada, a suavidade, o teu sabor, o desejo… aiiiiiiiii….
Fizeste-me parar e olhaste me nos olhos…. “Quero te foder…. Sim quero te foder….” Rodeaste me e quando me coloquei de 4, não sabia o que me farias, mas quando senti a tua língua no meu rabo, estalei de prazer e surpresa, não não esperava sentir a tua língua dessa forma…. Quando senti o teu caralho a sondar o meu rabo e a minha cona, gemia de antecipação, senti te pressionar a cabecinha sobre o meu rabo, hummmmmmmmm simmmmmm, suave, sim foste suave, a cabeça entrou e eu queria mais… sim mais forte, continuaste suavemente, e eu balancei me para ti, para entrar todo em mim, queria te sentir enterrado em mim, as tuas mãos nas minhas ancas, a pressionar me para ti, “fode…..”Pedi-te eu, o teu gemido fez me humedecer ainda mais, o vai e vem mais rítmico, e mais forte começou hummmmm, gemíamos suávamos, e fodias me… forte, perdi me no meio das sensações que davas ao meu corpo. “Vou me vir…” disseste te me tu…. “Simmmm por favor vem te para mim….” Senti como o teu corpo tremeu sobre o meu…. Procuraste a minha boca e beijaste me tão ternamente ….. que ficaria assim horas…. O teu corpo sobre o meu, tu dentro de mim, os teus lábios nos meus, as respirações ofegantes….



"Necessito de um abraço. Não perguntes, não digas nada... Abraça-me apenas"

Sem comentários:

Enviar um comentário